Ovo na caixa












Singelo, divertido e muito original. Você pode enviar para aquele primo que mora longe e nunca pode comparecer ao almoço de Páscoa ou, quem sabe, colocar vários numa cesta, recheados de frases relacionadas ao dia festivo, e deixar que seus convidados levem essa lembrança para casa. Não é a "cara" da Páscoa?! :)

Fofura made in poppytalk.

Place card para a Páscoa

Pois é, semana que vem já é Páscoa, minha gente. E para você, pessoa mega ocupada que deixa tudo para a última hora, inicia-se uma nova fase de angústia. É casa para arrumar, almoço de família para organizar, ovos para fazer/comprar, etc. Isso tudo, é claro, tendo que trabalhar todos os dias, importante lembrar. Mas ó, saiba que esse blog se solidariza com esse tipo de coisa. Você não está só nesse feriado de muitas calorias e pouquíssimo tempo. Então, para ajudar a todos (inclusive eu), nos próximos dias vou trazer muitas dicas bacanas e, principalmente, rápidas, para que todos façam bonito nesse feriado. Vou falar sobre decoração da casa (tá, eu sei que não é bem uma tradição por aqui, mas é legal, tá? >.<), decoração de mesa, dar mil e uma receitas de ovos de Páscoa e o que mais me vier a cabeça.

Para estrear, aqui vai uma dica bacana, ó: que tal usar ovos com os nomes dos convidados como place cards (marcadores de lugar)? A sugestão é do oh-lovely-day. Aposto que todo mundo vai adorar! É fácil fazer: basta pintar os ovos com tinta para lousa, deixá-los secar, escrever o nome do convidado e posicioná-los sobre a mesa, em frente ao lugar onde a pessoa deve se sentar. Fácil, rápido, lindo e, principalmente, fofo! Ah, e para fazer o ovo ficar em pé basta tirar a parte de baixo com uma faquinha de ponta fina ou tesoura. O conteúdo sai e cria-se uma base de apoio. Com essa mesma ideia também dá para se fazer ovos para as crianças brincarem de desenhar, como na imagem à direita. É só distribuir o giz e deixar a criançada liberar a imaginação. Mas hein, para evitar acidentes apavorantes do tipo "mãe, Joãozinho quebrou um ovo cru no sofá", talvez seja interessante que os ovos destinados as crianças sejam cozidos. Melhor prevenir, né?

P.S.: já repararam que agora somos ".com"? Nóis é phyno, ném! ;^P

Vaso de cabeça

Cabeças estão rolando fora do Brasil. Uma recente tendência pelo mundo são as head planters, que são, nada mais nada menos, vasos em formato de cabeça. E tem para todos os gostos: cabeça de monstro, cabeça de criança, de animal, etc. Pelo que andei reparando, as head planters despertam apenas dois sentimentos nas pessoas: amor ou ódio. Como eu simplesmente amei a ideia (adoro chocar as visitas), estou aqui compartilhando a novidade. Espero que gostem também. :)

1. e 2. | 3. | 4.

Todas as head planters mostradas aqui são vendidas fora do país, já que não achei nenhuma sendo vendida no Brasil (para quem se interessar, acho que a Etsy entrega aqui). Mas ó, pra você que quer uma medusa pra chamar de sua, aqui vai uma dica. Sabe aquela boneca velha e amarelada que tá guardada no fundo do baú há trocentos anos? Então, bora lá decapitar a coitada e dar vida nova a ela!


5. e 6. | 7.

Não são apavorantes e, ao mesmo tempo, fofas? XD

Paixão por Retalhos

Mês passado fui no marceneiro e encomendei um armário para a pia da cozinha. Enquanto não ficava pronto, resolvi colocar uma cortina para disfarçar aquele espaço aberto e cheio de coisas à mostra. Posso dizer? Gostei TANTO da cortina que transformei o temporário em permanente. O armário? Projeto canceladíssimo! Ah, mas eu falo demais.... vou mostrar e vocês vão entender o porquê. Ó só:  


Gostou? Obra da Paixão Campanha, da Paixão por Retalhos. Nas próximas semanas ainda vou mostrar muitos e muitos trabalhos lindos dela por aqui. Quem manda ser talentosa, né? ;^P

O caso da parede úmida

Gente, vou contar uma história gigante só pra dar uma dicazinha no final. Vocês, como pessoas que me amam incondicionalmente, prometem que vão ler tudo? Olha lá, hein?! Não vão me enganar. ;^P

O "causo" é sobre uma das paredes aqui de casa que é justamente a lateral externa do edifício, ou seja, está sujeita a todo tipo de intempérie, incluindo o vento nordeste que traz toda a maresia. E, principalmente no verão, quando o clima fica mais úmido e as chuvas são mais frequentes, a parede fica gelada de tanta umidade. Resultado: todos os meus quadros que ficam encostados nessa parede começam a mofar de um dia para o outro e, em virtude disso, já perdi pinturas de alto valor sentimental. Já tentei apelar para o bom senso do síndico mas, ao que tudo indica, ele não tem nenhum. Ele alega que o condimínio não pode de imediato pastilhar as paredes laterais (até aí tudo bem...) e que, pasmem, eu deveria PASTILHAR a minha parede (não, ele não estava brincando). O que eu poderia fazer diante de uma sugestão como essa, além de dizer que eu não queria morar em um banheiro? Enfim, tive que procurar outra solução e eis que me surgiu uma ideia!!

Passei a estudar o mofo (assunto mega interessante, por sinal) para entender como ele atua, o que podia fazer para combatê-lo, etc. Foi então, em uma das minhas pesquisas, que encontrei a seguinte definição de mofo no site todabiologia: "Os mofos, também chamados de bolores, são espécies de fungos filamentosos que se desenvolvem em matéria orgânica. Estes mofos possuem a capacidade de decompor a matéria orgânica.". Plim, uma luzinha se acendeu na minha cachola e pensei comigo mesmo: "oras, se o mofo possui a capacidade de decompor apenas a matéria orgânica, o que aconteceria se eu isolasse minhas telas da parede usando um material inorgânico?" E foi aí que colei essas bolinhas de silicone da imagem a esquerda atrás dos meus quadros, uma em cada cantinho (você pode encontrar o silicone em lojas de material de construção). Estou há dois meses sem qualquer vestígio de mofo.Afinal, as paredes super preenchidas estão em alta, mas que elas sejam repletas de quadros, fotos, e não de mofo, né?

Pronto, fim da história. Agora vocês podem me odiar ou me amar, vocês que escolhem. :^D