O caso da parede úmida

Gente, vou contar uma história gigante só pra dar uma dicazinha no final. Vocês, como pessoas que me amam incondicionalmente, prometem que vão ler tudo? Olha lá, hein?! Não vão me enganar. ;^P

O "causo" é sobre uma das paredes aqui de casa que é justamente a lateral externa do edifício, ou seja, está sujeita a todo tipo de intempérie, incluindo o vento nordeste que traz toda a maresia. E, principalmente no verão, quando o clima fica mais úmido e as chuvas são mais frequentes, a parede fica gelada de tanta umidade. Resultado: todos os meus quadros que ficam encostados nessa parede começam a mofar de um dia para o outro e, em virtude disso, já perdi pinturas de alto valor sentimental. Já tentei apelar para o bom senso do síndico mas, ao que tudo indica, ele não tem nenhum. Ele alega que o condimínio não pode de imediato pastilhar as paredes laterais (até aí tudo bem...) e que, pasmem, eu deveria PASTILHAR a minha parede (não, ele não estava brincando). O que eu poderia fazer diante de uma sugestão como essa, além de dizer que eu não queria morar em um banheiro? Enfim, tive que procurar outra solução e eis que me surgiu uma ideia!!

Passei a estudar o mofo (assunto mega interessante, por sinal) para entender como ele atua, o que podia fazer para combatê-lo, etc. Foi então, em uma das minhas pesquisas, que encontrei a seguinte definição de mofo no site todabiologia: "Os mofos, também chamados de bolores, são espécies de fungos filamentosos que se desenvolvem em matéria orgânica. Estes mofos possuem a capacidade de decompor a matéria orgânica.". Plim, uma luzinha se acendeu na minha cachola e pensei comigo mesmo: "oras, se o mofo possui a capacidade de decompor apenas a matéria orgânica, o que aconteceria se eu isolasse minhas telas da parede usando um material inorgânico?" E foi aí que colei essas bolinhas de silicone da imagem a esquerda atrás dos meus quadros, uma em cada cantinho (você pode encontrar o silicone em lojas de material de construção). Estou há dois meses sem qualquer vestígio de mofo.Afinal, as paredes super preenchidas estão em alta, mas que elas sejam repletas de quadros, fotos, e não de mofo, né?

Pronto, fim da história. Agora vocês podem me odiar ou me amar, vocês que escolhem. :^D

2 comentários:

  1. Parabéns pelo blog..amooooo ler as coisas que tu posta e queria saber se tem alguma dica pra mofo em ambientes maiores, tenho um closet e que é pequeno (3 x 2 ) e que só nao tem mofo nas 3 prateleiras que liguei um aparelhinho, mas haja r$ pra por em todas prateleiras, dizem que ele tem um espaço maior pra atingir o efeito, mas tenho 3 aparelhos ligados nesse pequeno espaço e nem assim funciona. Em meu blog postei uma pesquisa que fiz sobre o assunto e dicas tb, mas dá um trabalhao ficar limpando, secando, trocando cal dos copinhos ( que tenho em todas prateleiras e nao funciona). afora o medo de um curto cirquito e incendio por conta desses aparelhinhos eletricos. adorei a dica para quadros mas nao uso e queria saber se tua "luzinha" me ajuda...bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcia, você mora em apartamento? Se sim, será que a umidade não está vindo do andar de cima (ou do lado)? Falo isso porque o closet de uma amiga vivia cheio de mofo. Ela tentou de TUDO que você possa imaginar e nada funcionou. Sabe de onde estava vindo a umidade? Tinha uma piscina (com deck e tudo) em cima do closet dela. O problema só parou quando tiraram a bendita da piscina de lá. Então, o primeiro passo é identificar a origem da umidade, tá? Depois disso vamos agir de acordo com cada caso. Me escreve que vamos conversando. :^D

      Excluir